Cemitério Israelita de Lisboa

Só são permitidas visitas aos nossos membros, correligionários e visitantes que tenham entes enterrados.

Localização:

Rua Afonso III, 44 - Lisboa

Horário de funcionamento e visitas:

2ª a 5ª Feira: 8h30 às12h30 / 14h00 às 17h00

6ª Feira: 8h30 às 13h30

Domingo: 9h00 às 13h00

Contato: 

Tel: 21 814 85 61

HISTÓRIA

No ano de 1868, o Alvará do rei D. Luís reconhece aos "judeus de Lisboa a permissão de instalar um cemitério para a inumação dos seus correligionários". Trata-se do cemitério da Calçada das Lages (actual Afonso III) - ainda hoje o cemitério activo e principal da Comunidade Israelita de Lisboa. Este diploma régio tem uma importância histórica real dado que constitui um reconhecimento implícito, embora não formal, da Comunidade Israelita de Lisboa.

Em 1892, o Alvará do Governo Civil, ratifica os estatutos da “Associação Guemilut Hassadim, irmandade israelita de socorros mútuos na hora extrema e funerais". Foi fundada por Moses Anahory para ministrar os socorros espirituais, tratar dos enterros, administrar os dois cemitérios (Rua Nova à Estrela e Calçada das Lages, hoje Av. Afonso III), e os respectivos registos de óbitos.

Antigo Cemitério Judaico da Estrela

HISTÓRIA

Grupos de judeus instalaram-se como tal em Portugal, logo no início do sec. XIX, mesmo antes da abolição da Inquisição, que só terá lugar oficialmente e por decreto do Governo Revolucionário, a 31 de Março de 1821.

Vindos essencialmente de Marrocos e de Gibraltar, instalaram-se fundamentalmente em Lisboa, nos Açores e em Faro. Os judeus que se instalaram em Lisboa, vindos, em grande parte, de Gibraltar, mantiveram cautelosamente a sua cidadania britânica

Os judeus que se instalaram em Lisboa, vindos, em grande parte, de Gibraltar, mantiveram cautelosamente a sua cidadania britânica. Data de 1801 a obtenção de um pequeno terreno, no cemitério inglês da Estrela, para inumação dos mortos segundo o ritual judaico e a primeira sepultura é a de José Amzalaga, falecido a 26 de Fevereiro de 1804, segundo o epitáfio inscrito. Os judeus de Lisboa foram ali enterrados até ao ano de 1865.

Visite a nossa página no Facebook

Info Contactos